fbpx

Ideias para escrever um livro: descubra se a sua realmente vale a pena!

Ideias para escrever um livro descubra se a sua realmente vale a pena

Escritor, imagino que por aí não te faltam ideias para escrever um livro, certo? Mas como validar estes projetos e ter certeza de que eles têm potencial para atrair a atenção dos leitores e, com dedicação, se tornarem best-sellers?

Bom, para descobrir se a ideia que você teve para escrever um livro é realmente boa, você precisa partir para a pesquisa. É issso mesmo!

Basicamente, a pesquisa ajudará você a encontrar uma ideia realmente original e lapidá-la a ponto de ser notada por aquela editora dos seus sonhos e, claro, pelos seus leitores.

Para isso, minha sugestão é usar uma técnica muito comum em agências de propaganda, o brainstorming. A partir dela, você chegará à sua pedra filosofal literária. Confira as minhas dicas a seguir!

Como usar a técnica de brainstorming para ter ideias?

Do inglês, a palavra brainstorming é livremente traduzida para tempestade de ideias. Trata-se de um processo criativo que consiste em encontrar o maior número de soluções para um problema – ou, no nosso caso, de ideias para o seu projeto literário.

Sou do time que gosta de simplificar as coisas. Então, sugiro que você escolha a ferramenta com a qual você se sinta mais confortável – papel e caneta ou seu computador mesmo – e coloque ali todas as ideias que vierem à mente.

Procure pensar com cabeça de leitor, com base na sua persona, e pergunte-se o que chamaria a atenção dela em uma livraria, por exemplo.

Como escrever um livro exige muita inspiração e criatividade, vale o título do livro, vale a descrição do protagonista, valem os ensinamentos de negócios que você compilou ao longo dos anos de trabalho…

Vale tudo! Só não vale:

  • Deixar de registrar uma ideia por julgá-la absurda;
  • Criticar suas ideias ou achá-las impossíveis;
  • Ter ideias simplistas ou previsíveis.

Como selecionar as melhores ideias para escrever um livro?

Uma vez que você tenha preenchido o papel com muitas ideias, deixe o material descansar por um ou dois dias e volte a ele, assim você poderá ter uma visão mais distanciada.

Provavelmente, muita coisa não faça sentido nesse momento – e tudo bem, é assim mesmo. Porém, conforme você for aprofundando sua análise, perceberá que uma ideia geralmente puxa a outra, formando algo como um mapa mental.

Então, é hora de começar a descartar sem medo aquelas ideias que não brilharam os seus olhos até que reste pelo menos uma em que você confia para seguir adiante.

#dicadalilian: caso você precise de ajuda para avaliar o resultado do seu próprio brainstorming, leia o livro Ideias que colam, de Chip Heath e Dan Heath, e entenda por que algumas ideias pegam e outras, não.

O que considerar na hora da pesquisa?

Com o esboço do seu primeiro projeto literário em mãos, é essencial fazer uma pesquisa para verificar se ele é realmente único e original.

Afinal de contas, milhares de livros são publicados todos os anos e é natural que a sua ideia já possa ter sido criada.

Há três elementos básicos que, uma vez checados, já farão muita diferença:

  • Título: pesquise se já existe um livro com o mesmo nome;
  • Subtítulo: veja se há algo na mesma linha do seu livro;
  • Capa: projetos gráficos semelhantes são muito comuns, procure inovar.

Busque inspirações de ideias para escrever um livro

Acompanhar as principais tendências do mercado editorial é um dos melhores caminhos para validar as suas ideias para escrever um livro.

Claro que não significa que você deve escrever apenas sobre temas ou gêneros em alta, mas é um bom termômetro para medir como está a aceitação dos leitores para determinados assuntos.

Preparei um post completo com principais tendências dos próximos anos que você precisa conhecer para tomar as melhores decisões para a sua carreira. Clique aqui e leia na íntegra.