fbpx

Como escrever um livro best-seller?

Quem nunca sonhou ter seu livro entre os mais vendidos que atire a primeira pedra. Se você é um escritor, com certeza já passou pela sua cabeça a vontade de ter um sucesso comercial. Quer saber como ser um best-seller? Então, este artigo é para você!

Reuni as principais informações para te ajudar a descobrir o segredo dos livros mais vendidos e traçar a sua estratégia para chegar ao topo. Confira!

 

O que é um best-seller?

A tradução literal de best-seller é “mais vendido”. No universo literário, significa que uma obra atingiu o ápice do sucesso comercial, com um número muito alto de vendas em um país ou até ao redor do mundo.

São os livros mais lidos do momento, mais consumidos pelo público e que estão em alta nos principais veículos de comunicação, portais do segmento e até nas redes sociais e resenhas.

Vale ressaltar o poder da internet nesse cenário. Com a evolução dos canais sociais, eles ajudaram a impulsionar o fenômeno best-seller por meio da criação de conteúdo em diferentes formatos, que acaba viralizando e fomentando a discussão sobre uma obra.

Com isso, a informação chega a mais pessoas que podem se interessar pelo livro, ampliando as vendas e, claro, a comissão para o escritor.

E não custa lembrar que experiência não é garantia de ranqueamento nas vendas, viu? Existem escritores que conseguem estar entre os mais vendidos já na sua primeira publicação.

E quer saber de uma coisa? Querer ser um best-seller é um desejo formidável e claramente possível, acredite e faça acontecer!

 

Qual a diferença entre um best-seller e um long-seller?

Todo mundo já ouviu falar em best-seller por aí, mas existe um outro termo muito importante: o long-seller.

A principal diferença entre best-seller e long-seller é simples: o primeiro termo se refere a um livro que teve muitas vendas em pouco tempo, ou seja, uma explosão de vendas. Já o segundo termo faz alusão a livros que, mesmo após anos de publicação, continuam a vender muito. Ou seja, verdadeiros clássicos!

Alguns exemplos de livros long-sellers: O Pequeno Príncipe, escrito em 1943; Dom Quixote, escrito no século 17; ou o mais recente Código da Vinci, lançado em 2003. O brasileiro Paulo Coelho também é um autor long-seller muito conhecido no mercado editorial!

Como escrever um best-seller?

E a pergunta que não quer calar: “o que eu posso fazer para escrever um best-seller, Lilian?”. É claro que essa é a pergunta de um milhão, mas tenho algumas dicas para compartilhar.

1 – Escolha o tema

O primeiro passo é a escolha do tema. Avalie o que o mercado está buscando no momento, quais temáticas o público-alvo desta obra gosta. Mas é importante que o enredo tenha algo em comum com a vida do leitor. 

2 – Aposte nos clichês

Um estudo sobre best-sellers feito pelos pesquisadores Jodie Archer e Matthew Jockers revelou algo muito comum nas narrativas dos mais vendidos: eles apresentam uma variação de emoções bem equilibrada. Há a alta emocional, seguida de uma baixa, depois outra alta e outra baixa. Segundo eles, esse é um padrão que instiga a leitura.

3 – Seja original

Embora o estilo possa ser “clichê”, a sua história precisa ser original para cativar os leitores. Por isso, tente encontrar o seu ponto de vista sobre uma história, um assunto ou fato. Coloque a sua identidade para transformar a sua obra.

4 – Linguagem simples

Leituras rebuscadas têm seu valor, mas quando falamos de best-sellers, menos é mais. Para atingir o maior número de pessoas e fazê-las se envolverem na sua narrativa, é extremamente importante que consigam entender o texto. 

4 – Humanize sempre

A maioria das histórias que fazem sucesso possuem um ingrediente especial: a humanização. Não economize nas emoções, as pessoas gostam de ler sobre sentimentos, pois conseguem se identificar – afinal, somos humanos. Amor, tristeza, raiva…fim de um relacionamento, uma briga ou uma descoberta amorosa fazem parte da vida muitas pessoas e, por isso, costumam envolver os leitorres do início ao fim da história.

5 – Evite muitos tópicos

É muito comum, principalmente escritores que estão iniciando a carreira, criarem histórias com muitos tópicos. Para best-sellers, histórias com menos tópicos costumam funcionar mais, por facilitarem a leitura e tornarem a narrativa mais fluida e leve. 

6 – Processo criativo

Cada escritor tem um jeito próprio de criar. Existem diversas técnicas e dicas para organizar um processo criativo, mas de nada adianta se não funcionar para você. Tente entender qual é o seu e respeite-o para que a escrita possa fluir da melhor maneira possível. Por exemplo, se você só consegue escrever no silêncio da madrugada, mude seus horários e tente arranjar um tempinho quando todos já tiverem ido dormir. É melhor do que ficar durante o dia na procrastinação ou sofrer por não conseguir avançar na escrita.

7 – Planejamento

Para que seu produto seja criado, publicado e adquirido pelos leitores é crucial ter um cronograma. Faça o seu planejamento com metas definidas para cada etapa e trabalhe para que você consiga materializar o seu projeto sem prejuízos (mentais, emocionais e financeiros). Isso ajuda a clarear as ideias e entender as suas prioridades, o que torna seu trabalho mais dinâmico.

8 – Busque uma editora ou empresa especializada

Com a história concluída, é hora de ir em busca de uma editora ou empresa especializada para definir os processos, alinhar expectativas e ter a segurança que você precisa para a escolha da publicação do livro.

9 – Invista no marketing

Esse tópico é um dos mais importantes, sabia? A divulgação da sua obra é o que vai ajudar a definir se ela será um best-seller ou não.

Como garantir o sucesso do livro?

Invista em uma divulgação estratégica do seu livro, com foco nos principais canais em que seu público está. Parece simples, né? Parece, pois tem muito, mas muuuito trabalho envolvido.

Na minha experiência, depois de trabalhar anos ao lado dos best-sellers, posso afirmar que persistência, pesquisa, originalidade e marketing pessoal contam muito. Não é à toa que desenvolvi o curso Escritores Admiráveis, com aulas e materiais que incluem todos os passos que os mais vendidos seguem.

Também já fiz um artigo completíssimo aqui ensinando como divulgar um livro usando as estratégias de escritores de sucesso. Se não viu, convido você a ler, pois vale a pena.

Mas de forma geral, vejo que os escritores de best-sellers possuem várias coisas em comum:

  • Usam temáticas que atingem diferentes públicos;
  • Geralmente os temas refletem um problema que a pessoa passou/vivenciou ou que atraiam sua atenção de forma arrebatadora;
  • Sabem como vender e apresentar suas ideias;
  • Investem no marketing pessoal e criam autoridade;
  • Entendem a importância de conhecer e estudar o mercado;
  • Conhecem os processos editoriais.

É claro que existem exceções, assim como autores que mesmo no anonimato e sem qualquer estratégia conquistaram o topo das vendas.

O fundamental é ter seu marketing pessoal ativado, planejamento de ações em redes sociais, trabalho com influenciadores do nicho, assessoria de imprensa e outras estratégias que potencializam a visibilidade do livro e do escritor.

Mas lembre-se: o seu produto precisa ser bom e o seu marketing também. Tenha uma comunicação ativa com seus leitores, mapeie ações e trace estratégias a curto, médio e longo prazo. 

O mercado literário está em constante mudança e é necessário atualizar-se constantemente para conseguir acompanhá-lo.

Por isso, fique de olho em tendências. Ferramentas de pesquisa, como Google Alert, Google Trends, além de acompanhar portais de notícias, redes sociais, como o Twitter, podem ajudar a encontrar novas ideias no cenário atual.

 

Quantas publicações são necessárias para tornar o livro um best-seller?

Infelizmente não existe um número exato ou uma regra específica. Aqui no Brasil, a Câmara Brasileira do Livro, maior entidade atuante no mercado editorial, define que um livro que vende 15 mil exemplares em um curto espaço de tempo  já pode ser considerado um best-seller. Para se ter uma ideia, a tiragem média de livros no país é de 2,5 mil exemplares, segundo a CBL.

O formato de ranking de best-seller mais próximo que temos aqui no Brasil é feito pela imprensa, através de listas atualizadas mensalmente. Elas são referências para as principais editoras, que as usam para monitorar a recepção das obras de seus autores pelo público.

Existem três listas em que os autores devem ficar sempre de olho: Revista Veja, PublishNews e, não podemos deixar de considerar, a Amazon também.

A Veja, por exemplo, para criar e atualizar a listagem, considera os números de vendas das maiores livrarias do país e sites. É possível conferir as fontes consultadas ao final da página da lista na revista.

No entanto, esse ranking ainda não tem uma abrangência total, já que vários pontos de vendas e empresas ficam de fora, com dados que poderiam ser incluídos na amostragem. Mas já é uma expressão considerável para termos noção dos livros que mais movimentam o mercado editorial brasileiro.

E não é só aqui no país que é assim, viu? No mercado editorial norte-americano, referência global, é o popular jornal The New York Times que divulga a lista. Diferente da nossa, o ranking apresenta categorias muito mais específicas.

Aqui na nossa agência, nós já trabalhamos com vários autores de best-sellers, como Mauricio de Sousa, Mario Sergio Cortella, Patrícia Lages e Jeff Kinney. Todos eles têm um ponto em comum: ampla divulgação, ou seja, marketing!

Inclusive, para você se inspirar, tenho um post aqui com alguns escritores que são sucesso de venda e que trabalham ativamente em suas redes sociais. Quem disse que escritor best-seller não deve investir em divulgação e trabalhar seu marketing, inclusive o pessoal?!

 

Dica bônus: O segredo do best-seller

Se você está almejando fazer do seu livro um best-seller e quer ser estratégico, recomendo também a leitura do livro O Segredo do best-seller: tudo o que você precisa saber para escrever um livro campeão de vendas, de Jodie Archer e Matthew L. Jockers, da editora Astral.

É mais uma ferramenta para você estudar e entender as principais formas de alcançar o topo das vendas e ser reconhecido como um escritor de best-seller!

Agora você entendeu o que é um best-seller e as principais características desses livros e autores. Gostaria de dizer que existe uma fórmula mágica e exata que transforma um livro no mais vendido, mas aqui dos bastidores, sabemos que há muito trabalho envolvido para que a obra atinja o topo das listas. Uma coisa afirmo com certeza: a divulgação estratégica é indispensável.

Agora é a hora de investir na divulgação do seu livro e trabalhar os três principais pilares: editorial, marketing e vendas.